A endermologia vibratória é uma técnica não invasiva que teve sua origem na França. O aparelho executa movimentos circulares, vibratórios e de percussão, desencadeando um aumento da permeabilidade cutânea, aumento de troca metabólica entre os tecidos, hiperemia periférica e localizada (ativa a circulação), aumento da oxigenação tecidual além de promover uma ação descongestionante e fibrinolítica. Também apresenta influência à nível muscular, no qual promove redução do ácido lático, alívio da dor, relaxamento e bem-estar.

Ele realiza uma espécie de massagem, graças ao seu aplicador com multi-pontas. Dessa forma ele auxilia na prevenção e combate da celulite, ajuda na diminuição da retenção de líquidos, favorece na redução de medidas, remodela a silhueta, previne aparecimento de vasos.

O número de sessões pode variar de 1 até 3 vezes na semana. Tudo dependerá do quadro de cada cliente, objetivo e possíveis associações com outras técnicas.

O tempo de procedimento dura em torno de 20 minutos.

É contraindicado o aparelho para pessoas com lesões de pele, tromboflebite, inflamações de qualquer natureza, tecidos infectados ou com bolhas, contusões, varizes, úlceras abertas, tumores, câncer, trombose, pacientes com queimadura de sol, em cicatrizes recentes e com intolerância a vibrações.